segunda-feira, janeiro 1

A vergonha de uma nação



Cabo Delgado - Cemitério dos militares portugueses.
"Maldita nação esta que deixa assim ao abandono os seus filhos"


13 comentários:

Um Poema disse...

A mágoa por tal desrespeito, não tem tamanho.
Obrigado amigo, por partilhares connosco estas imagens.
Um abraço

MRelvas disse...

Um blog que me traz vivas as recordações.

As feridas que alguns polítcos não deixam sarar.Os portugueses que ali comabateram e esquecidos por lá estão nestes cimitérios.Aqueles que por terem pertencido aos COMANDOS foram perseguidos e torturados e mortos.A solução de muitos africanos comandos foi fugirem para a àfrica do Sul onde foram incluídos no famoso e extinto Batalhão Búfalo indo combater em Angola...ironias do destino!

A cereteza de voltar a este blog com intenção de o ver em profundidade!

Um grande abraço de um Coca-Cola Laurentino!

Mário Relvas

Zé Carlos disse...

Que tristes fotos amigo....

Convido-o para um cafezinho comigo no Brasil.... O Blog A Casa do Zé Carlos está de braços abertos aos amigos.

Abraço...

MRelvas disse...

Caro amigo, oblog deve continuar!

Tenho-o linkado.

Vá lá ver e pode trazer fotos da explosão de Moçambique!!

Abraços
Mário Relvas

Anónimo disse...

que dizer? Somos Portugal, está udo dito !!!!

Anónimo disse...

Ainda o tabú da guerra colonial!
Os novos politicos tecnocratas de Portugal foram aqueles que fugiram para a Europa para fugir à guerra colonial. ( não tenho nada contra isso ) mas deviam ter mais respeito por aqueles Portugueses que lá ficaram. Temos em Portugal politicos de fachada. ( salve o PCP e o Bloco de Esquerda ) o resto é só fachada e carteira bem aberta para sacar uns tostões do povo.

Anónimo disse...

VERGONHA E DESPREZO NACIONAIS .
Onde foste parar ò PORTUGAL de HEROIS, DESCOBRIDORES e SANTOS ?
Depois que faltou a honra e a vergonha aos Portugueses tudo ficou possível.
FALTOU O GRANDE ESTADISTA PROF.DR.ANTÓNIO DE OLIVEIRA SALAZAR para ensinar a todos que ficavam o AMOR À PÁTRIA, À HONRA e À DIGNIDADE. PAZ ÀS ALMAS destes HERÓIS que honraram e morreram pela PÁTRIA.

Anónimo disse...

Votem outra vez nestes srs. que nos tratam abaixo de cão , votem neles mas eles não merecem o nosso voto .Nós tabem temos culpa por não termos sabido reclamar até hoje há mil maneiras de o fazer esta é uma delas .Há vários paises na Europa que trataram dos seus Militares após as Guerras Coloniais .
Cumprimentos

Joaquim disse...

Não entendo o constante olhar para o passado deste povo, ignorando o futuro...
Não entendo o medo do passado deste povo, e do futuro..
Não entendo este meu povo.

Anónimo disse...

Qual futuro???

O futuro é pagar as dívidas
que continuam a fazer.

Por acaso pensam que os dinheiros que têm servido apenas para alguns é oferecido???

E as reservas de ouro??
Nunca mais ouvi falar em tal coisa.

José Mariano disse...

JUSTA APOLOGIA E HOMENAGEM

Oh, meu querido Portugal e Moçambique do passado, até ao fatídico ano de 1975..., onde fui tão feliz, mesmo sofrendo grandes provações, entre muitas lutas, sacrifícios e canseiras, entre uma vida difícil e modesta, mas sempre honrosa e honesta!
Ó nobre tempo de antanho, volta para trás, pelo menos na minhas saudades e nos meus sonhos juvenis e patrióticos!
Quem vos viu e quem vos vê agora, particularmente Moçambique e ex-Lourenço Marques!
Quem vos conheceu e quem constata agora a vossa imensa miséria, a quase todos os níveis!
Se a nobre e justa, honrosa e patriótica, política do grande estadista António Oliveira Salazar é classificada, errada e demagogicamente, de "fascismo", viva o Fascismo! Viva Salazar!
Semelhante a ele, só D. Afonso Henriques, D. Nuno Álvares Pereira, o Infante Santo D. Fernando, o Infante D. Henrique, El-Rei D. Sebastião, Luís Vaz de Camões... e pouco mais!
Ah, e também, já agora, Santo António de Lisboa!
A todos esses Santos e Heróis Portugueses - para além de Deus, claro! - devemos o que de melhor somos e temos, nós os Lusitanos, desde o grande Viriato dos Montes Hermínios!
A Guerra justíssima que travámos, tão gloriosamente, nas ex-Províncias Portuguesas de África (assim como noutras ex-Colónias portuguesas de todo o Mundo), foi mais que justa, foi cem por cento patriótica!
A todos os Indígenas e naturais dessas Colónias Lusíadas, bem tratámos, bem colonizámos, bem educámos, bem civilizámos, muitíssimo melhor do que qualquer outro povo ou nação do Mundo Cristianizado!
Eles próprios, os honestos na sua larga maioria, assim mesmo o reconhecem!
Portugal Continental, Insular e Ultramarino, dos nossos heróicos Antepassados, quem te viu e quem te vê!
Ninguém te reconhece agora, reduzido à grande miséria moral e ética, soberana e económica, geográfica e civilizacional, etc/etc, a que desceste, a que estás gravemente condenado, pela cobardia e traição de muitos - de tantos infelizes! -, quer antes quer depois do sinistro 25 de Abril de 1974, tal como acontece, aliás, nas ex-Províncias e ex-Colónias Portuguesas!
A todos os Heróis e Santos Portugueses e Lusíadas, que por ti se sacrificaram e tombaram, ao longo dos séculos, as minhas mais sinceras homenagens, eternamente!
Um ex-Combatente da ex-Província Portuguesa de Moçambique, de 1975 a 1970 (ex-Militar desde 1972), com profunda nostalgia, honra e reconhecimento.
J.L.P.S.

Anónimo disse...

Apesar de lamentar esta situação vergonhosa, só tenho a dizer que se isto acontece é porque temos um povinho de miséria, um povinho que é covarde e egoista. É este povinho que tem vindo a destruir Portugal, entregando o nosso país a estes políticos de merda, ano, após ano. E agora sofremos as consequências.

MaximinoMartins disse...

Que descansem em Paz os nosso camaradas que tombaram em África na defesa de uma (então) Pátria comum...
Desembarquei em Mueda no dia 24 de Dezº de 1965, de bordo de um Dakota, onde viajei tendo ao centro, para além de tijolos para a Base Aérea, alguns caixões vazios...
Perante "tal companhia" recordo-me de ter pensado...: Deus queira que nenhum sirva para me levar...
Afinal na sua maior parte, serviam para deixar no chão conquistado ao capim, os corpos daqueles que tinham sido obrigados a pegar em armas, para defender uma terra que afinal...nunca tinha sido sua...
Mereciam mais respeito os mortos...mas isso talvez fosse exigir demasiado a estes politicos de meia tigela que se vão governado à nossa custa...!!